O que é GLÚTEN?

O que é Glúten?

Entenda de uma vez por todas os efeitos dessa proteína e quando é realmente necessário retirá-la da dieta



Você já deve ter reparado que todos os rótulos dos alimentos trazem as frases “contém glúten” ou “não contém glúten” logo após a lista de ingredientes. Como glúten é uma proteína que pode causar reações alérgicas em algumas pessoas, a inclusão dessa informação em todos os alimentos se tornou obrigatória. No meio de tudo isso, pouca gente sabe o que é o glúten. Vamos entender melhor?

O glúten é uma proteína presente em cereais, como trigo, centeio e cevada. É muito importante na produção de diversas receitas, especialmente pães e bolos. Isso porque quando o cozinheiro sova a massa, uma rede glúten é formada e pequenas câmaras são formadas aprisionando o gás carbônico liberado pelo fermento, durante a fermentação, permitindo que um pão ou um bolo cresçam e fiquem bem fofinhos. Você já deve ter reparado que esses alimentos têm pequenas bolhas em seu interior, certo? Essas sãos as cadeias de glúten que garantem que estrutura fique firme e forte durante o forneamento.

Agora que você conhece um pouco mais sua importância na gastronomia, hora de entender o que ele faz em nosso corpo. Em pessoas saudáveis, a proteína do glúten é quebrada em partículas menores, os aminoácidos que são absorvido no intestino e utilizadas para formação de novas células, como hormônios, enzimas e músculos, por exemplo.

No entanto, para pessoas com intolerância ao glúten ou doença celíaca, que atingem de 1 a 15% da população, o consumo dessa proteína pode ser um problema. Isso porque, nesses casos, o glúten não é digerido bem, permanecendo intacto no intestino, o que pode causar diarreia, gases, inchaço e inflamações graves que podem destruir as estruturas do intestino.

O diagnóstico da intolerância ao glúten ou da doença celíaca e as orientações nutricionais deve ser feito por um médico e por um nutricionista. E hoje os alimentos sem glúten disponíveis no mercado cresceram bastante e já é possível encontrar uma série de opções saborosas. Mas atenção, esses alimentos não são mais ou menos saudáveis que aqueles com glúten, mas sim opções para pessoas que não podem consumir glúten.



Mas afinal, cortar o glúten da dieta ajuda a emagrecer? Toda mudança feita na dieta pode ocasionar a perda de peso, mas esse efeito não tem nada a ver com essa proteína em si. Isso acontece porque, normalmente, quem retira o glúten da dieta exclui alimentos
como pão, macarrão, pizza, ricos em carboidratos, um nutriente base das nossas refeições. Assim, se cortarmos ou reduzirmos o consumo destes produtos, é natural perdermos alguns quilinhos, especialmente se eles são substituídos por verduras, legumes e frutas.

Portanto, excluir o glúten só por um capricho não faz sentido. O importante é ter um estilo de vida saudável, com a pratica de exercícios físicos e uma boa noite de sono. E não esqueça de consultar seu médico e/ou nutricionista regularmente.

Mas e a aveia, tem glúten?

Essa é uma dúvida bastante comum. Se você reparar nas embalagens de aveia, vai encontrar a frase “contém glúten”. A verdade é que esse cereal originalmente não tem glúten, porém, durante seu cultivo nas plantações e seu processamento, a aveia pode entrar em contato com trigo, centeio e/ou cevada. Isso porque muitas vezes os depósitos utilizados para estocá-los ou as linhas de produções são as mesmos, ocasionando uma
contaminação cruzada com a presença do glúten na aveia. E acredite: basta o contato com pouquinho de glúten para a pessoa com doença celíaca ter uma grave crise. Por isso, a informação é incluída sempre que temos aveia em algum produto.

FONTES


https://celiac.org/about-celiac-disease/what-is-celiac-disease/

https://www.nhs.uk/conditions/coeliac-disease/

https://www.mayoclinic.org/diseases-conditions/celiac-disease/symptoms-causes/syc-20352220

https://celiac.org/about-celiac-disease/related-conditions/non-celiac-wheat-gluten-sensitivity/

  • URL foi copiada para a área de transferência

2020 Danone Ltda. Todos os direitos reservados.