Exercícios físicos e probióticos – a dupla que faz um bem enorme à saúde

Praticar exercícios físicos regularmente é um dos hábitos mais poderosos para manter a saúde ‘em dia’. Se exercitar faz bem para o corpo e para a mente e pode ajudar a prevenir uma série de doenças. 

Diversos estudos mostram que a atividade física tem efeito anti-inflamatório no corpo. Pesquisadores da University of California San Diego, School of Medicine, por exemplo, constataram que praticar 20 minutos de exercício moderado pode estimular o sistema imunológico, produzindo uma resposta celular anti-inflamatória. Um benefício e tanto se aliado ao uso de probióticos, que também podem favorecer as células de defesa do corpo. 

Os probióticos são micro-organismos que, se consumidos regularmente em quantidades adequadas, trazem resultados positivos à saúde de quem os ingere. Ao chegar vivos no intestino, os probióticos atuam na mucosa intestinal, de modo a promover o aumento das bactérias benéficas e combater as patógenas, capazes de provocar enfermidades.  

Esse equilíbrio na microbiota intestinal, um ecossistema composto por mais de 100 trilhões de bactérias, promove o bem-estar digestivo e pode auxiliar a função imunológica, melhorando a resistência a infecções e alergias.  

Sendo assim, praticar exercícios físicos e manter uma dieta alimentar saudável, que inclua a ingestão de probióticos, funciona como um combo reforçado para a saúde do nosso corpo. E os benefícios não param por aí! 

Exercícios físicos atuam contra o estresse 

Pesquisas mostram que uma rotina regular de atividade física pode aliviar o estresse, reduzir a depressão e melhorar a função cognitiva. O estudo Stress in América, realizado pela Associação Americana de Psicologia, mostra, por exemplo, que pessoas com alto nível de estresse que se exercitam sentem-se menos estressadas após uma rotina de exercícios. 

A Organização Mundial da Saúde recomenda a prática de pelo menos 150 minutos de atividade moderada ao longo da semana, para adultos saudáveis, para melhorar o desempenho cardiorrespiratório e muscular. Ou seja, cerca de 30 minutos, cinco vezes na semana. Está razoável, não? 

Como escolher o melhor método de treinamento 

A prática mais indicada é aquela que lhe dá mais prazer e lhe for mais conveniente, seja numa academia, num clube ou ao ar livre. Você gosta de se divertir dançando salsa? Inscreva-se numa aula de Zumba! Quer se concentrar na tonificação muscular? Experimente Pilates. Não tem muito tempo? Há vários treinos online para fazer em casa. 

Para ajudá-lo nessa escolha, detalhamos a seguir sete opções de exercícios. Mas não esqueça de conversar com o seu médico para verificar se o esporte é compatível com seu corpo, idade e condicionamento físico. 

Um exercício para chamar de seu! 

PREPARE OS BRAÇOS: KICKBOXING 

Não tem nada mais gostoso do que uma aula de kickboxing com uma ótima trilha sonora pra fazer a adrenalina circular pelo corpo. Libere as sobras de tensão do trabalho e fortaleça seu corpo ao mesmo tempo. Kickboxing é bastante eficiente para tonificar braços e pernas: perfeito para entrar em forma antes do verão chegar. 

FAÇA ESPORTES NA ÁGUA 

Uma das tendências em esportes aquáticos é o stand up paddle. Pode parecer fácil, mas o esforço de se equilibrar na prancha trabalha muito os músculos internos! Windsurfe e esqui aquático são muito bons também para trabalhar os músculos superiores das pernas e tonificar os braços. 

SAIA PARA DANÇAR 

Seja balé, jazz ou dança clássica, dançar é uma maneira excelente de malhar enquanto você se diverte. É também uma forma de melhorar a flexibilidade e trabalhar os glúteos e músculos da perna. Além disso, é uma atividade social — popular entre grupos de amigos que gostam de sair juntos. 

ESCALE RUMO AO SUCESSO 

Para braços, glúteos e músculos fortes e super tonificados, prepare-se para alcançar o céu! Escalada, uma mistura única de treinamento de força e cardiovascular, é acessível a todos os níveis de habilidade e condicionamento. Seja interna ou externa, a emoção de alcançar o pico vai deixar suas endorfinas malucas. 

EXPERIMENTE FAZER SPINNING 

Bicicletas ergométricas, música alta e um treinador instigando o grupo a pedalar mais rápido – esse é o cenário das aulas de spinning. Quem faz adora. Sem falar que a prática é ótima para queimar muitas calorias em um curto período de tempo, ou seja, a atividade perfeita para depois do trabalho. 

TREINE EM CIRCUITO 

Treinando para uma corrida? Circuitos são uma combinação de diferentes exercícios cardiovasculares, que muito ajudam a melhorar o condicionamento físico. Os circuitos trabalham quase todos os músculos do corpo. Desde pular corda até flexões de braço, cada seção é cronometrada, um treino para o corpo inteiro. 

JOGUE TÊNIS E SQUASH 

Encontre uma parceira (ou três) disposta a entrar na quadra de tênis para um treino divertido. Se o clima não estiver favorável a práticas ao ar livre, experimente squash como alternativa. A vantagem do squash é que você também pode jogar sozinha, caso não se sinta à vontade para exibir suas habilidades aos outros. 

Pronto para treinar? Escolha uma roupa adequada, tome seus probióticos e mãos à obra!  

 

Referencias  

Probióticos, prebióticos e a microbiota intestinal - Ilsi - International Life Sciences Institute 
http://ilsi.org/europe/wp-content/uploads/sites/3/2016/05/Probi%C3%B3ticos.pdf 

Stress and Exercise – American Psychological Association 
http://www.apa.org/news/press/releases/stress/2013/exercise.aspx 

WHO - Global Recommendations on Physical Activity for Health  
http://www.who.int/dietphysicalactivity/physical-activity-recommendations-18-64years.pdf 

Inflammation and exercise: Inhibition of monocytic intracellular TNF production by acute exercise via β2-adrenergic activation 
https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0889159116305645 
 

Você também pode gostar